Om

Que possamos manter Sagrado o Yoga
Que possamos desenvolver nossos espíritos
Que muitos conheçam e pratiquem o Yoga
Que possamos mudar o mundo
Através de boas ações
De um grandioso coração
E da Alma Divina que habita em tudo!

Espero que o conteúdo deste espaço possa lhe inspirar.

Namaskar!

Textos Publicados

Textos Publicados

sábado, 22 de maio de 2010

Tamas

Sábado, 15 de maio de 2010.

Tamas

Continuando o tópico sobre gunas...

A terceira e última energia, ou o terceiro guna, é Tamoguna, ou Tamas, a energia tamásika, estática.

Sattva é tudo de bom. Rajas é o movimento, a ação. Tamas, sinto informar, é tudo de ruim.

A escuridão, a tristeza, o movimento para baixo, a morte, a doença, a prisão, a ausência de visão, tudo isso é Tamas. A melhor representação de tamas é a água parada de um pântano ou um corpo morto em decomposição.

Quando a mente está presa na própria agitação é tamas. Quando a mente se apega à uma idéia de forma rígida e inflexível é também tamas. Poderíamos dizer que o Dogma carrega um princípio tamásiko. Quando “amamos” e nos apegamos a alguém, a algo, ou até a uma idéia, este apego é estático. Na verdade isto não é amor. Amor é sattva e em sattva não existe dor.

Muitos seres iluminados, que carregavam suas palavras de alma espiritual, tiveram discípulos que se apagaram a estas palavras de forma rígida, sem discernimento, e a partir daí muita besteira foi feita, e ainda é feita. Grande exemplo disto são todas as guerras de religião! Matar em nome de Deus... triste...

Apesar de Tamas ser ruim esta energia é parte da criação. Tudo tem as três energias e por isso tamas é parte essencial da criação e das nossas vidas. A vida só existe com a morte, a luz só existe porque há a escuridão. E tudo que começa tem um fim... Se observarmos, é através de Tamas, da decepção, desilusão, doença, conflito, que buscamos o novo, que buscamos e alcançamos a essência das coisas.

A idéia de não aceitar, não querer ver a escuridão em você mesmo é muito tamásiko! Aceitar e identificar a escuridão, a imperfeição, em você é Sattva, é LUZ!

O lótus nasce na lama do pântano. A Paz nasce do caos...

Meu Guru dizia: “A vida é um fluxo contínuo”. Por isso, deixe o rio da vida fluir... Mantenha a sua mente flexível e cheia de vida!

“SERVIR AMAR DOAR MEDITAR REALIZAR”
Swami Shivananda

Namaskar!

Lokah Samastha Sukhino Bhavantu

Lokah Samastha Sukhino Bhavantu
Que todos os seres em todos os lugares sejam felizes

O que é Yoga?

Yoga é uma prática milenar que envolve inúmeras disciplinas,
dentre elas a prática dos ásanas, as posturas de yoga. Os ásanas fazem parte do
Hatha Yoga que é a forma do yoga mais conhecida no Ocidente. Além do Hatha Yoga
encontramos outras práticas como a meditação, o kirtan (canto de mantras), o estudo da filosofia e dos textos sagrados,
as práticas de purificação, a conduta yogue...

A meditação é a alma do yoga. Tudo que existe no yoga é para
aperfeiçoar a prática meditativa. É através da meditação que os yogues realizam
o significado mais profundo do termo Yoga:

“Samyoga Yoga Itiyukto Jivatma Paramatmanah”

Yoga é o estado de união da alma unitária com a Alma
Suprema, com Deus.

Yoga Samgha

Samgha significa associação. Quando yogues se reúnem para praticar juntos temos uma Samgha. Hoje, mais do que nunca precisamos de uma Samgha para praticar. A força que é gerada por esta associação faz com que nossas práticas se tornem cada vez mais fortes e profundas. Umas das orientações de grandes mestres do yoga é a importância de satsamgha, boa companhia. A boa companhia torna nosso caminho mais fácil.

Orientações para a Prática do Yoga

• Traga sempre uma pequena toalha para a prática.
• Procure praticar com roupas mais justas. O ideal é praticar com o joelho de fora e camiseta sem manga.
• Respeite o espaço físico e psíquico do yogue ao seu lado.
• Praticar de barriga vazia
• Não beber água durante a prática.
• Evite tomar banho, beber ou comer logo após praticar. Deixe um intervalo de 20 a 30 minutos.
• Atenção durante a prática, siga as orientações do professor.
• Se surgir cansaço pare. Não seja agressivo com seu corpo.
• Durante o período menstrual pratique de forma mais suave. Nestes dias não deve se praticar os ásanas de inversão (Sarvangásana, shirshásana...) .
• Evite sair mais cedo. Caso seja necessário sair anteS do início do relaxamento do grupo. Ao sair avisar o professor.
• Estar sempre vazio.Tenha sempre uma postura humilde junto ao seu professor. Nunca traga à mente a idéia que já tem plena compreensão do que está sendo ensinado. Até mesmo informações que já foram ouvidas inúmeras vezes.
• Qualquer sinal de desconforto durante a prática informe ao seu professor.

Seguidores