Om

Que possamos manter Sagrado o Yoga
Que possamos desenvolver nossos espíritos
Que muitos conheçam e pratiquem o Yoga
Que possamos mudar o mundo
Através de boas ações
De um grandioso coração
E da Alma Divina que habita em tudo!

Espero que o conteúdo deste espaço possa lhe inspirar.

Namaskar!

Textos Publicados

Textos Publicados

segunda-feira, 15 de março de 2010

Sem Desejos

Segunda-feira, 8 de março de 2010.

Sem Desejos

“Aquele que alimenta desejos permanece pequeno
E sendo pequeno não conhece o Grande”
Lao Tse

O maior dos males dos tempos atuais é o estado descontrolado de agitação em nossas mentes. Muita informação, muitas demandas, muita tecnologia, muitos estímulos e muita velocidade geram um estado de total descontrole sobre a mente e emoções. Este estado além de afetar profundamente nossas vidas, trazendo inúmeros tipos de doenças, afasta nosso ser da nossa essência, da essência da própria vida.

Das cinco camadas da mente, a mente consciente (a mais externa) é chamada de Kamamaya Kosha. Kama significa desejo. A camada dos desejos. Ela está ligada com os órgãos motores, os órgãos sensoriais e o plano do desejo e aversão.

Sendo a camada dos desejos, ela é de natureza agitada e inquieta. Nunca está satisfeita. Quando alcançou algo já parte para uma nova busca. Quanto mais estamos sobre o domínio dela mais entramos num ritmo destrutivo e frenético.

Na era da informação e do consumo, que vivemos, são muitos os estímulos em Kamamaya Kosha. A mídia cria necessidades, coisa que Kamamaya sabe fazer com muita astúcia. Nós mesmos, estamos sempre, mesmo sem influências externas, criando novas condições para a nossa felicidade.

Os budistas costumam dizer que nesta dimensão tudo funciona como matar a sede com água salgada.

Por isso, os yogues treinam suas mentes em Santosha e Aparigraha, dois pontos dos Yamas e Niyamas, a conduta yogue.

Aparigraha significa, vida simples, não acumular bens, se contentar com menos. Ou seja, depender cada vez menos de fatores externos na construção da sua vida e do seu bem estar.

Santosha significa contentamento e equilíbrio. Santosha é estar presente e conectado com uma fonte interna de felicidade. No aquietar da mente, o estado de paz interna é tão grande que nos sentimos felizes. Não queremos alcançar nada. Não queremos ser outra coisa ou ter mais coisas...

Meu Deus
Quando calo minha mente
E observo realmente
Sua criação
Vejo beleza em todas as coisas

E tudo é perfeito

Porque não é a forma...
A forma confunde e limita.

É a Tua Alma que habita
Todas as coisas
Que torna tudo perfeito.

Namaskar!

Mahavir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Lokah Samastha Sukhino Bhavantu

Lokah Samastha Sukhino Bhavantu
Que todos os seres em todos os lugares sejam felizes

O que é Yoga?

Yoga é uma prática milenar que envolve inúmeras disciplinas,
dentre elas a prática dos ásanas, as posturas de yoga. Os ásanas fazem parte do
Hatha Yoga que é a forma do yoga mais conhecida no Ocidente. Além do Hatha Yoga
encontramos outras práticas como a meditação, o kirtan (canto de mantras), o estudo da filosofia e dos textos sagrados,
as práticas de purificação, a conduta yogue...

A meditação é a alma do yoga. Tudo que existe no yoga é para
aperfeiçoar a prática meditativa. É através da meditação que os yogues realizam
o significado mais profundo do termo Yoga:

“Samyoga Yoga Itiyukto Jivatma Paramatmanah”

Yoga é o estado de união da alma unitária com a Alma
Suprema, com Deus.

Yoga Samgha

Samgha significa associação. Quando yogues se reúnem para praticar juntos temos uma Samgha. Hoje, mais do que nunca precisamos de uma Samgha para praticar. A força que é gerada por esta associação faz com que nossas práticas se tornem cada vez mais fortes e profundas. Umas das orientações de grandes mestres do yoga é a importância de satsamgha, boa companhia. A boa companhia torna nosso caminho mais fácil.

Orientações para a Prática do Yoga

• Traga sempre uma pequena toalha para a prática.
• Procure praticar com roupas mais justas. O ideal é praticar com o joelho de fora e camiseta sem manga.
• Respeite o espaço físico e psíquico do yogue ao seu lado.
• Praticar de barriga vazia
• Não beber água durante a prática.
• Evite tomar banho, beber ou comer logo após praticar. Deixe um intervalo de 20 a 30 minutos.
• Atenção durante a prática, siga as orientações do professor.
• Se surgir cansaço pare. Não seja agressivo com seu corpo.
• Durante o período menstrual pratique de forma mais suave. Nestes dias não deve se praticar os ásanas de inversão (Sarvangásana, shirshásana...) .
• Evite sair mais cedo. Caso seja necessário sair anteS do início do relaxamento do grupo. Ao sair avisar o professor.
• Estar sempre vazio.Tenha sempre uma postura humilde junto ao seu professor. Nunca traga à mente a idéia que já tem plena compreensão do que está sendo ensinado. Até mesmo informações que já foram ouvidas inúmeras vezes.
• Qualquer sinal de desconforto durante a prática informe ao seu professor.

Seguidores