Om

Que possamos manter Sagrado o Yoga
Que possamos desenvolver nossos espíritos
Que muitos conheçam e pratiquem o Yoga
Que possamos mudar o mundo
Através de boas ações
De um grandioso coração
E da Alma Divina que habita em tudo!

Espero que o conteúdo deste espaço possa lhe inspirar.

Namaskar!

Textos Publicados

Textos Publicados

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Paixão

A paixão é um vrtti negativo do terceiro chakra. Este chakra, localizado no umbigo, está ligado com a visão (órgão sensorial) e as pernas (órgão motor). Seu elemento é o fogo!


Por isso, quando apaixonados sentimos o friozinho na barriga, as pernas bambas e a visão distorcida. O objeto da paixão pode ser cheio de defeitos, mas para o apaixonado ele é perfeito! A pessoa pode estar dizendo: “Não! Não!” e ouvimos “Sim! Sim!”.


É um estado muito agradável, semelhante, creio eu, a estar drogado. Num filme alemão, que não me lembro do nome agora, o personagem principal costumava falar que a paixão é a mais poderosa das drogas. Ele falava isso não só pelo efeito dela ao estar apaixonado,  mas também pela dependência que gerava e sua consequente dor na abstinência. Muita dor!


Se analisarmos calmamente a paixão e umas das manifestações dela, que é se transformar rapidamente de amor a ódio, podemos concluir que, na verdade, ali não se trata de amor realmente. Na maioria dos casos, só ao retirar o fator atração física já teríamos toda aquela emoção dissolvida.


Acredito sim que a paixão pode se transformar num amor profundo, se entendermos a natureza dela. Já vivenciei paixões que não foram correspondidas e passei a transmutá-las e vivenciar a partir daí um amor muito mais livre e amplo que o anterior.


Quando um monge, um yogue, toma o voto de celibato, ele quer vivenciar este amor.


A sublimação da paixão é dominar o segundo chakra (o chakra sexual) e o terceiro chakra. Assim a consciência expande para o chakra do coração(no centro do peito) e os outros chakras superiores.


São nestes chakras que vivenciamos o verdadeiro amor! É um estado livre que uma vez alcançado nos dá a nítida noção que a paixão não tá com essa bola toda não!


Quando realizamos que nosso principal dom é amar desta forma e que este Universo é um vasto Oceano deste amor...


Amor é paz
Amor é felicidade
Amor é silêncio
Amor é som
Amor é o belo
Amor é o feio
Amor é a Alma de Deus
Que envolve e permeia tudo!

Bábá Nám Kevalam


O caminho do Yoga, o caminho da meditação é o caminho do amor..


Namaskar!


P.S.: Usei parágrafos a mais para tornar a leitura no computador mais agradável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Lokah Samastha Sukhino Bhavantu

Lokah Samastha Sukhino Bhavantu
Que todos os seres em todos os lugares sejam felizes

O que é Yoga?

Yoga é uma prática milenar que envolve inúmeras disciplinas,
dentre elas a prática dos ásanas, as posturas de yoga. Os ásanas fazem parte do
Hatha Yoga que é a forma do yoga mais conhecida no Ocidente. Além do Hatha Yoga
encontramos outras práticas como a meditação, o kirtan (canto de mantras), o estudo da filosofia e dos textos sagrados,
as práticas de purificação, a conduta yogue...

A meditação é a alma do yoga. Tudo que existe no yoga é para
aperfeiçoar a prática meditativa. É através da meditação que os yogues realizam
o significado mais profundo do termo Yoga:

“Samyoga Yoga Itiyukto Jivatma Paramatmanah”

Yoga é o estado de união da alma unitária com a Alma
Suprema, com Deus.

Yoga Samgha

Samgha significa associação. Quando yogues se reúnem para praticar juntos temos uma Samgha. Hoje, mais do que nunca precisamos de uma Samgha para praticar. A força que é gerada por esta associação faz com que nossas práticas se tornem cada vez mais fortes e profundas. Umas das orientações de grandes mestres do yoga é a importância de satsamgha, boa companhia. A boa companhia torna nosso caminho mais fácil.

Orientações para a Prática do Yoga

• Traga sempre uma pequena toalha para a prática.
• Procure praticar com roupas mais justas. O ideal é praticar com o joelho de fora e camiseta sem manga.
• Respeite o espaço físico e psíquico do yogue ao seu lado.
• Praticar de barriga vazia
• Não beber água durante a prática.
• Evite tomar banho, beber ou comer logo após praticar. Deixe um intervalo de 20 a 30 minutos.
• Atenção durante a prática, siga as orientações do professor.
• Se surgir cansaço pare. Não seja agressivo com seu corpo.
• Durante o período menstrual pratique de forma mais suave. Nestes dias não deve se praticar os ásanas de inversão (Sarvangásana, shirshásana...) .
• Evite sair mais cedo. Caso seja necessário sair anteS do início do relaxamento do grupo. Ao sair avisar o professor.
• Estar sempre vazio.Tenha sempre uma postura humilde junto ao seu professor. Nunca traga à mente a idéia que já tem plena compreensão do que está sendo ensinado. Até mesmo informações que já foram ouvidas inúmeras vezes.
• Qualquer sinal de desconforto durante a prática informe ao seu professor.

Seguidores